sábado, 28 de janeiro de 2017

Quais eram as atrações de um Circo dos Horrores? #2

Confira agora mais algumas das atrações mais famosas dos antigos Circos de Horrores.


Blanche Dumas nasceu com três pernas, duas genitálias, duas bexigas, dois intestinos, quatro mamilos e um membro extra não desenvolvido. Nascida em 1860 ela conseguiu se tornar uma cortesã de alta classe em Paris, trabalhando para diversos cafetões. O que aconteceu com ela não se sabe, mas existem rumores de que ela queria encontrar Juan Baptista dos Santos, um homem que também tinha 3 pernas e 2 genitálias.

Piercings podem ser normais hoje em dia mas antigamente as pessoas pagavam para ver esse tipo de coisa. O homem da foto acima não era um dos mais famosos, ele era conhecido apenas como "Pierced Man" e seu ato consistia em furar sua pele com diversos objetos afiados.

Fanny Mills, também conhecida como "A menina pé grande de Ohio" nasceu em 1860 com Síndrome de Millroy que causava grande inchaço em suas pernas. Ela calçava tamanho 46 e seus shows eram sempre acompanhados pela enfermeira Mary Brown que a ajudava a se movimentar. Seus "empresários" começaram a oferecer 5 mil dólares (uma quantia gigantesca para a época) e uma "fazenda muito bem abastecida" para qualquer homem disposto a se casar com a "Senhora Pé Grande",William Brown, irmão da sua enfermeira, aceitou a proposta. Quando a enfermeira morreu Fanny parou de se apresentar e veio a falecer ainda no mesmo ano.

Conhecido como Jo-Jo, Fiodor Jeftichew era um russo nascido em 1868 com uma doença rara chamada hipertricose, ele acabou se tornando uma das aberrações mais conhecidas de sua época depois que seu empresário trouxe ele para a América. Seu show consistia nele fingindo ser um cachorro humano que até latia para o público, o circo chegou a dizer que um caçador caçou Fiodor e sua família de homens-cães até uma caverna e o capturou. O público claro, acreditava.
Jo-Jo era trilíngue (russo, inglês e alemão) e não tinha muitas limitações físicas. Morreu aos 35 anos na Grécia, de pneumonia.


A família de albinos Lucasie nasceu na Holanda, mas o circo dizia que eles eram de Madagascar, eles foram além e disseram que seus olhos avermelhados não eram redondos, e sim quadrados, por isso, mesmo dormindo, eles permaneciam com os olhos abertos. Durante 3 anos a família foi uma das maiores atrações do circo Bailey, isso durou até 1898, quando Rudolph e sua esposa faleceram.


Joe Martin Laurello, o "Homem Coruja", nasceu em Nuremberg, Alemanha em 1886. Depois de 3 anos de treinamento ele podia virar a cabeça num ângulo de 180 graus. Ficou famoso depois de ser fotografado pela revista Life e além de circos também apareceu em diversos programas de televisão. Além de seu truque principal Laurello também treinava cães e gatos para fazerem acrobacias. 
Joe era na verdade um nazista e em abril de 1932 foi preso por abandonar sua esposa.


Daisy e Violet Hilton nasceram unidas pelos quadris e pelas nádegas, se tornaram as irmãs siamesas mais bem conhecidas da década de 30. Elas compartilhavam a circulação sanguínea mas não compartilhavam órgãos importantes. Logo após seu nascimento foram vendidas pela mãe para a chefe dela que as introduziu ao mundo das aberrações de circo. Além de bater nas garotas a madrasta também as treinou para dançar e cantar, além de circos também apareceram em alguns filmes. Em 1936 Violet casou-se com o ator gay James Moore como um golpe publicitário. O casamento durou 10 anos no papel, mas acabou por ser anulado. Em 1941 Daisy se casou com Harold Estep, um dançarino que também era gay, o casamento durou 10 dias.
Alguns anos depois foram abandonadas por seu gerente, sem grana elas trabalharam em um mercado até morrerem de Gripe de Hong Kong. Daisy morreu primeiro, Violet quatro dias depois.

Logo após se casar Mary Ann Webster começou a apresentar acromegalia, um gigantismo progressivo que provoca distorção óssea facial, dores de cabeça e perda de acuidade visual. Quando seu marido morreu Mary teve de sustentar seus quatro filhos, se juntou a um circo onde ficou conhecida como "A Mulher Mais Feia do Mundo". Morreu com 79 anos depois de participar de vários circos e festivais.

Joseph Merrick ficou conhecido como "O Homem-Elefante", mas depois descobriram que ele não sofria de elefantíase, até hoje médicos estudam seu caso  e embora Síndrome de Proteus seja a hipótese preferida dos médicos, até hoje ninguém sabe ao certo do que ele sofria. Se juntou ao circo aos 17 anos e se tornou famoso mundialmente, mas faleceu aos 27 anos, o legista disse que ele teria morrido com o pescoço deslocado e sufocado, Merrick não podia dormir deitado apenas sentado e o legista acredita que ele tentou dormir deitado para ser mais parecido com as "pessoas normais". 
Testes de DNA conduzidos mais recentemente em seus ossos se provaram inconclusivos.

Gabrielle Fuller, mais conhecida como Mademoiselle Gabrielle, era a "Dama das Aberrações". Nascida na Suíça em 1884 se juntou ao circo aos 16 anos, se apresentou em  circos franceses mas acabou quebrando seu contrato e teve de pagar uma multa de $2000,00. Embora não tivesse pernas era completamente normal da cintura para cima, considerada muito bonita e charmosa o pública a aceitou se nenhum problema. Ela nunca sentiu pena dela mesmo e se casou três vezes, devido ao fato dela trocar de sobrenome quando se casava é difícil saber o que aconteceu com ela.

Josephine Clofullia foi uma das diversas mulheres barbadas que se apresentaram ao longo dos anos, chamada de Madame Clofullia ela já tinha uma barbicha aos 8 anos, aos 14 viajou pela Europa e se tornou uma atração do Museu Americano. Em 1853 foi acusada de ser um homem, mas exames médicos provaram que ela era uma mulher. Em Paris se apaixonou por um pintor e se casou com ele e teve dois filhos, o primeiro morreu jovem e o segundo também nasceu barbado. Ganhou fama extra quando raspou sua barba imitando a barba de Napoleão III. Dizem que o governante gostou da homenagem e deu a ela um  diamante de presente.

Conhecido como Wang "O Homem Unicórnio", esse fazendeiro chines tinha um chifre de 33 cm em sua cabeça. Ele foi "descoberto" por um banqueiro russo que tirou sua foto e mandou para uma revista chamada Ripley, Acredite se Quiser. Robert Ripley ofereceu dinheiro para quem levasse Wang em seu circo mas o fazendeiro nunca mais foi visto. Tudo que sobrou dele foi sua foto e uma estátua de cera feita anos depois.

Conhecida como "Garota Pinguim" Mignon nasceu com focomelia, seu nome de verdade era provavelmente Ruth, mas ela mudou para Mignon que significa "bonitinha" em francês. Como ela não queria ser usada apenas por sua aparência ela aprendeu a tocar marimba, um instrumento musical africano, se casou duas vezes e teve um filho normal, se aposentou em 1960 e desapareceu completamente da mídia.

Samuel Parks, ou "Hopp o Garoto Sapo" foi uma atração famosa no começo de 1900. Seu corpo deformado foi o resultado de diversos ossos quebrados durante sua vida (58 no mínimo), Parks sofria de osteogenesis imperfecta. Nascido em família pobre Hopp aprendeu a ser independente desde cedo para não ser um empecilho para sua família, segundo relatos ele caia muitas vezes antes de finalmente pedir ajuda. 
Se casou e teve um filho normal, mas foi traído por seu gerente e perdeu sua fortuna, quando sua esposa ia dar a luz a seu segundo filho ambos acabaram falecendo durante o parto. Acabou se casando novamente com uma anã e eles se apresentavam como "O Casal Mais Estranho do Mundo". Teve mais um filho, se aposentou e trabalhou em uma banca de jornais até sua morte aos 49 anos.

Louise, a Garota Leopardo era uma jovem africana que sofria de vitiligo que deixava sua pele branca, pouco se sabe sobre ela já que negros albinos e com vitiligo era muito comuns em circos de aberrações ela não fez muito sucesso.

Susi, a Garota com Pele de Elefante nasceu em 1908 na Alemanha, ela sofria de ictiose que lhe deu uma pele cinzenta e grossa. Se apresentou na Europa e nos Estados Unidos, em seus show ela contava a história de sua vida para a platéia. Quando se cansou de ser uma aberração passou a se apresentar junto com um elefante de verdade chamado Lou. Em 1960 fundou seu próprio show "A Garota do Pântano" onde ela dizia ser a cruza de uma mulher com um lagarto. Morreu em Nova York aos 67 anos.

Joice Heth era uma escrava negra que era vendida como sendo "A Mulher Mais Velha do Mundo", o circo até chegou a dizer que a mulher de 161 anos foi babá de George Washington, em seus shows ela contava histórias de como cuidou do futuro presidente. Ao fim de sua vida ela já estava cega e paralisada. Sua caso foi amplamente discutido na imprensa e Heth prometeu que depois de sua morte ela iria passar por uma autopsia para provar sua idade. Ela morreu no ano seguinte e finalmente descobriram que a mulher de 161 anos na verdade tinha 79. Seu gerente chegou a dizer que o corpo da autopsia não era ela, que a escrava estrava se apresentando na Europa, mas depois ele admitiu a verdade.
Na verdade era muito comum que gerentes e donos de circo falsificassem aberrações usando maquiagem, rumores e propaganda.

Curtiu a matéria? Visite e curta nosso Facebook, ainda tem muita coisa para você ver.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...